Waze ganha ‘modo motociclista’ e comando de voz parecido com o do Google

O Waze está lançando novos recursos para o seu aplicativo de navegação. Segundo informações do The Verge, a plataforma agora conta com um modo projetado especificamente para motociclistas, que fornece recomendações sobre a melhor rota com base em dados extraídos de outros motociclistas – que pode ser diferente dos cálculos para carros.

A ferramenta melhora a estimativa de horário de chegada e ainda adiciona informações de rotas em estradas estreitas, que não são acessíveis para os demais veículos.

A atualização, que está disponível para Android e iOS, também liberou o comando de voz “Ok Waze” nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. Ele permite que o usuário solicite informações do aplicativo dizendo a frase “Ok Waze” e depois dando uma orientação como “me leve para casa” ou “encontre um posto de gasolina”.

Além disso, a ferramenta de carona “carpool”, que chegou ao Brasil há alguns meses, está sendo liberado para cidades dos Estados Unidos e Canadá.

WhatsApp libera novo jeito de gravar áudio; veja

O WhatsApp começou a liberar o recurso que muda a forma de mandar áudios longos no aplicativo. A partir de agora, o usuário pode gravar mensagens de voz sem ter que ficar segurando na tela. A função, por enquanto, chegou primeiro ao iPhone (iOS), mas está pode ser liberada para celulares com Android a qualquer momento.

Para mandar uma mensagem longa no WhatsApp, basta iniciar uma gravação normalmente tocando sobre o ícone de microfone. Em seguida, basta deslizar o dedo para cima em direção ao cadeado para travar a gravação do áudio. Por fim, toque no botão de enviar para mandar a gravação ou em “Cancelar” para descartar a mensagem.

Além do envio de áudio, o WhatsApp também está trabalhando em uma forma de ver vídeos do YouTube dentro do aplicativo. Ao receber um link no chat, o usuário deve tocar sobre ele para abrir um player interno, similar ao que acontece no Telegram. A função, contudo, ainda não está liberada oficialmente para os usuários brasileiros.

Reprodução

Para ter as novidades do WhatsApp, é preciso entrar na loja de aplicativos do seu celular e buscar pela nova versão do serviço de mensagens. Até o momento, apenas os usuários do sistema da Apple estão recebendo a atualização. Mas, a expectativa é que as novidades cheguem ao Android e ao Windows Phone em breve.

 

Fonte: https://goo.gl/Gz77bf

Veja os smartphones mais buscados antes da Black Friday

Dependendo dos descontos que serão oferecidos na Black Friday, que acontece nesta sexta-feira, 24, o Moto G5 Plus de 32 GB, da Motorola, pode ser o smartphone mais comprado pelos brasileiros. Segundo um levantamento realizado pelo site comparador de preços Zoom, esse foi o aparelho mais buscado no mês de novembro.

O segundo smartphone mais procurado é o Moto G5 de 32 GB, também da empresa norte-americana. A companhia, na verdade, divide a lista dos dez aparelhos mais buscado com a Samsung, ocupando as três primeiras posições.

Veja o ranking completo:

Reprodução

Silenciou um grupo no WhatsApp mas segue recebendo notificações? Saiba resolver

Pode ser triste, mas é verdade. Mesmo que você silencie um grupo do qual você não quer ter mais nenhuma notícia (mas do qual você também não quer cometer a grosseria de sair), ainda é possível que você receba notificações dele. Se alguém daquele grupo quiser muito chamar sua atenção – independente de você querer ou não – aquela pessoa consegue.

Isso acontece quando você é marcado em alguma mensagem do grupo. Se alguém do grupo silenciado enviar uma mensagem marcando você (com @Seunome), você será notificado mesmo que tenha desativado as notificações daquele grupo. Mas felizmente, há uma maneira de garantir que isso não aconteça. Veja abaixo como:

1. Primeiro, garanta que as notificações do grupo estão silenciadas. Abra o grupo, clique nos três pontinhos no canto superior direito da tela e escolha “Silenciar notificações”;

Reprodução

 

2. Escolha o período de silenciamento. Se você não quiser receber mais notificações, escolha “1 ano”;

Reprodução

 

3. Agora, encontre o membro do grupo silenciado que mais costuma marcar você nas conversas. Abra a conversa dele, clique nos três pontinhos e selecione “Silenciar notificações”;

Reprodução

 

4. Novamente, escolha a opção “1 ano” se quiser ficar sem receber notificações pelo maior período de tempo possível;

Reprodução

 

5. Se muitas pessoas do grupo silenciado costumam marcar você, repita os passos 3 e 4 para cada uma delas.

Esse método funciona porque quando alguém marca você, o WhatsApp considera que aquela pessoa tem urgência em lhe falar algo. E, por isso, você recebe a notificação mesmo que a marcação aconteça em um grupo silenciado. Mas se você silencia a pessoa, o WhatsApp entende que você não quer mais receber notificações dela em qualquer situação, e por isso o aplicativo não te avisa mais de mensagens dela em nenhuma circunstância.

Fonte: https://goo.gl/hYQGvC

Facebook relança app de eventos para ajudar usuários a encontrar restaurantes

O Facebook está relançando o seu antigo aplicativo de eventos para ajudar os usuários a encontrarem restaurantes e bares próximos. Conforme relata o TechCrunch, o app foi redesenhado e batizado de “Facebook Local” e está disponível, a princípio, somente nos Estados Unidos.

A plataforma reúne informações de eventos e estabelecimentos, além das avaliações e check-ins de usuários da rede social, para poder sugerir atividades e lugares para ir. A empresa diz que o aplicativo não exibirá publicidade em um primeiro momento.

O Facebook lançou o aplicativo paralelo “Eventos” há pouco mais de um ano e ele era usado principalmente para reunir convites de eventos, festas e calendário de aniversários em um único lugar. No entanto, ele era um tanto redundante, uma vez que o Facebook tem uma aba destinada somente à eventos na rede social.

Já o app “Local” terá mais funções, como detalhes de estabelecimentos que seus amigos frequentam, além de conseguir fazer buscas específicas, como se tem uma banda tocando em algum bar, entre outros.

Usuários reclamam que o iPhone X não funciona direito no frio

Usuários descobriram um problema que prejudica o funcionamento do iPhone X quando o aparelho é exposto a baixas temperaturas.

O bug está sendo discutido em fóruns do Reddit. “Leva literalmente dois segundos quando vou de dentro para o frio lá fora e minha tela deixa de ser muito responsiva”, reclamou um deles. “Eu tento arrastar nos sites e [a tela] não registra meu dedo.

A Apple recomenda manter aparelhos da marca entre 0º e 35º C. “Usar um dispositivo com iOS em condições muito frias além do seu campo de operação pode diminuir temporariamente o tempo de vida da bateria e poderia fazer com que o dispositivo desligue”, informa a empresa.

iPhone X screen not responsive in the cold from iphone

Mas as pessoas que encontraram problemas afirmam que não expuseram o aparelho a temperaturas extremas.

Procurada pelo CNET, a Apple informou que está ciente da situação e adiantou que se trata de um problema de software. “Depois de vários segundos, a tela vai se tornar totalmente responsiva novamente”, comentou a empresa, acrescentando: “Isso será abordado em uma próxima atualização de software.”

 

Fonte: https://goo.gl/5ExsME

Saiba quanto a Apple gasta para produzir cada unidade do iPhone X

O iPhone X chegou recentemente ao mercado como o celular mais caro já vendido pela Apple. Nos EUA, o aparelho custa US$ 1.000; aqui no Brasil, nada menos do que R$ 7.000. Mas quanto será que a empresa gasta na produção de cada unidade?

Como já é tradição, a empresa de consultoria IHS Markit divulgou nesta semana um relatório com a estimativa de preço de cada componente usado na montagem de um iPhone X. A conclusão é de que a Apple gasta US$ 370,25 em cada modelo de 64 GB, o que equivale a cerca de R$ 1.200 em conversão direta.

Ou seja, além de ser o smartphone mais caro da Apple para quem compra, é também o mais caro para quem produz – no caso, a empresa da Maçã. Como comparação, o iPhone 8 Plus de 256 GB, por exemplo, custa US$ 320, também segundo um evantamento da mesma IHS Markit. O rival Galaxy S8, por sua vez, custa US$ 302.

O número leva em conta apenas o preço acumulado de cada componente usado na fabricação de um iPhone X, e não todos os outros gastos com pesquisa, desenvolvimento, marketing, logística e outros investimentos paralelos, que certamente influenciam a etiqueta de US$ 1.000 do produto final.

O relatório também traz o preço de componentes específicos. O sensor TrueDepth, usado no scanner facial do Face ID, por exemplo, custa US$ 16,70 para ser montado. Já a tela OLED de 5,8 polegadas, somada ao vidro externo e ao sensor de pressão 3D Touch, custa US$ 110.

Novo app do Google promete limpar memória e organizar seus arquivos no Android

Nesta terça-feira, 7, o Google colocou por um breve período de tempo na loja de apps Google Play um novo aplicativo produzido pela sua equipe. O app se chama Files Go, ainda não está disponível para download, mas promete funções que há tempos faltam na versão pura do Android.

O aplicativo funciona, basicamente, como um gerenciador de arquivos. Com ele, é possível visualizar, mover e editar os arquivos salvos na memória interna ou expandida do dispositivo. Mas não é só isso: o Files Go também parece trazer funções mais complexas que façam valer o download.

Como notou o 9to5Google, o app também permite a transferência de arquivos entre dispositvos Android sem o uso de fios, provavelmente através de Bluetooth. Além disso, o Files Go também vem com ferramentas de limpeza de memória que apaga arquivos inúteis e libera espaço interno.

Por enquanto, porém, o app está em fase inicial de testes e, embora esteja listado na Play Store, não aparece para todos os usuários. Quem quiser experimentar e não tem medo das consequências, pode fazer o download do APK aqui – apenas tenha consciência de que o download de programas por fora do Google Play não é recomendado por questão de segurança.

Como apagar mensagens antigas no WhatsApp para Android

O WhatsApp para Android possui um bug que permite deletar mensagens com mais de sete minutos após o envio. Com um passo a passo bem simples, é possível apagar uma conversa com enviada há uma semana. Para isso, basta que o usuário se desconecte da Internet e altere a hora do sistema.

Antes de continuar, é preciso ter ciência que isso é um bug que explora uma falha do WhatsApp para Android. Ou seja, é possível que o problema seja corrigido a qualquer momento pela equipe do aplicativo. Fora isso, para que o recurso funcione corretamente, é preciso que ambos tenham a versão mais recente do mensageiro. Confira neste tutorial do Olhar Digital como fazer isso:

1. Grave bem o dia e o horário da mensagem que você deseja apagar no WhatsApp. Em seguida, desabilite a conexão Wi-Fi e móvel no 3G;

Reprodução2. Abra as configurações do Android e toque em “Aplicativos” (ou Apps);

3. Procure por WhatsApp na lista;

Reprodução4. Toque em “Forçar parada”;

5. Volte até as configurações e selecione a opção “Data e hora”;

Reprodução6. Volte o dia e o horário para o momento em que você enviou a mensagem que deseja deletar;

Observação. Caso o seu telefone esteja configurado para ajustar a data e horário automaticamente, é preciso desabilitar a função antes;

7. Abra o WhatsApp, encontre e selecione a mensagem e, por fim, toque no botão de deletar;

Reprodução8. Selecione a opção “Apagar para todos”;

9. O WhatsApp mostrará que a mensagem foi deletada. Agora religue as conexões Wi-Fi e/ou 3G e volte a data para os valores corretos. O texto deverá continuar deletado;

ReproduçãoObservação. De acordo com a publicação do Android Life, em alguns casos, é possível deletar mensagens enviadas há mais de uma semana. No entanto, caso volte muito, o aplicativo exigirá que o usuário corrija a data para abri-lo novamente;

Pronto! Agora você já sabe como deletar mensagens antigas no WhatsApp para Android.

WhatsApp sai do ar no Brasil e em outras partes do mundo

O WhatsApp enfrenta um momento de instabilidade para usuários em várias partes do mundo, conforme revelam reclamações de usuários postadas nas redes sociais.

O país mais prejudicado parece ter sido a Índia, segundo a Reuters, que acrescenta à lista de afetados Brasil, Rússia, Vietnã e Mianmar, além de Singapura e Malásia.

De acordo com o que se pode observar com as reclamações, a falha durou pouco mais de meia hora, quando o serviço começou lentamente a ser restabelecido. É possível que alguns usuários ainda enfrentem instabilidade, conforme registros do site Down Detector.

Em Singapura, uma porta-voz disse à Reuters que o Facebook — dono do WhatsApp — estava investigando a situação.

 

FONTE: https://goo.gl/PDKCwZ